Curiosidades

Se lembra da TekPix? Saiba o que aconteceu com a câmera ‘mais vendida do pais’

Você deve se lembrar desse simpático vendedor da TekPix, não é mesmo?

Todos nós sempre nos familiarizamos com comerciais criativos, que até chegam a entrar para a história. Alguns incomodam no meio do seu programa preferido, já outros, ficam eternamente na nossa memória causando uma enorme nostalgia. Na época em que o politicamente correto praticamente era inexistentes, podemos acompanhar propagandas dos mais variados tipos nas telinhas, uma mais bizarra que a outra.

O maior exemplo disso tudo é a indústria do cigarro. Como as grandes marcas de cerveja atualmente, antes também existiam diversas propagandas vinculadas na TV. Geralmente, elas eram feitas com o objetivo de fazer com que os telespectadores degustassem o seu produto, nesse caso, uma nova marca com diferentes aromas. Hoje, isso que era considerada uma grande afronta, antigamente era liberado em todo o mundo das mais diversas formas possíveis.

Por meados dos anos 2000, um pouco mais tarde, conhecemos uma câmera capaz de revolucionar completamente o mercado de fotografias e filmagens. Isso acabou chamando a atenção durante programas de TV, já que em todos eles sempre tinha a propaganda da tão falada câmera.

A Tekpix fez parte da infância de milhares de brasileiros. A famosa câmera multifuncional, que revolucionaria completamente o mercado de câmeras. Com imagens digitais e visor que permitia ver o que estava sendo filmado em um ângulo de 360°, a câmera fez historia e não pense que foi um fracasso não, pois ela foi MUITO BEM VENDIDA!

Mas vamos lá, onde será que nasceu a tão famosa Tekpix, a câmera mais conhecida por todos os brasileiros? A empresa Tecnomania surgiu no ano de 1997 e causou uma grande revolução no país. Com diversos produtos voltados a área de tecnologia, a empresa teve como uma de suas campeãs de venda a Tecpix.

A maior parte desse sucesso de vendas, obviamente, se devia as propagandas feitas na TV aberta. Alguns canais de TV chegavam a exibir a propaganda em um intervalo de 10 em 10 minutos. Fora isso, o responsável por divulgar o produto em rede nacional, usava sua desenvoltura e técnica de venda para fazer com que o telespectador de fato comprasse o produto.

Mas vamos combinar, a câmera não era nenhum pouco perfeita quanto o anunciante dizia. Ela gravava imagens bem diferentes do que era dito nas propagandas, com uma péssima qualidade de imagem, fazendo com que milhares de clientes entrassem em contato com a empresa e solicitassem a devolução do dinheiro.

E o mais incrível e inacreditável disso tudo, é que mesmo com a péssima qualidade do produto, a empresa ainda conseguiu vender cerca de 600 mil unidades. Com todas essas vendas, o lucro total de vendas com as câmeras ultrapassou 20 milhões de reais.

Graças a péssima qualidade do produto, aos poucos a empresa foi deixando as propagandas na TV aberta de lado.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close